Busca também nas bulas
DOXICICLINA 20COMP 80MG
Descrição: DOXICICLINA 20COMP 80MG
Grupo: PRODUTOS VETERINARIOS PET
Sub-grupo: ANTIMICROBIANOS
Categoria: CAES & GATOS - ORAL
Embalagem: 24 Unidades
BULA
FÓRMULA
Cada comprimido contém:
Doxiciclina (Cloridrato)..................................80,0 mg
Excipiente q.s.p........................................250,0 mg

CARACTERÍSTICA
Tetraciclina sintética de longa ação, contra bactérias Gram-positivas e Gram-Negativas e alguns protozoários, como Ehrlichia e Babesia, além de infecções respiratórias, geniturinárias, Intestinais, articulares e dermatológicas.

DESCRIÇÃO DO PRODUTO
A doxiciclina é uma tetraciclina sintética de longa ação, com nível plasmático constante, excelente absorção através do trato gastrintestinal, sendo eficaz contra um grande espectro de bactérias Gram-positivas (Staphylococcus spp., Streptococcus spp., Erysipelothrix spp., Corynebacterium spp. e Clostridium spp.), Gram-negativas (Actinobacillus, Pasteurella spp., Bordetella spp., Haemophilus spp., Escherichia coli, Salmonella spp., Klebsiella spp. e Proteus spp.),
Mycoplasma spp., riquétsias, clamídias e alguns protozoários.
É portanto indicada para cães e gatos no tratamento de:
- Erliquiose canina, causada por Ehrlichia canis;
- Febre maculosa (”Rocky Mountain Spotted Fever”) causada por Rickettsia rickettsii;
- Babesiose canina causada por Babesia canis;
- Bartonelose causada por Bartonella spp.;
- Borreliose causada por Borrelia burgdorferi;
- Hemobartonelose causada por Haemobartonella felis;
- Infecções respiratórias tais como pneumonia e broncopneumonia causadas por Bordetella bronchiseptica, Streptococcus pneumoniae, Streptococcus spp., Staphylococcus spp., Pasteurella spp., Haemophilus influenzae, Mycoplasma spp. e Escherichia coli.;
- Infecções geniturinárias como metrites e cistites, causadas por cepas sensíveis de Klebsiella spp., Escherichia coli, Enterococcus spp., Staphylococcus spp., Streptococcus spp. e Brucella canis;
- Infecções intestinais causadas por cepas suscetíveis de Shiguella spp., Salmonella spp. e Escherichia coli;
- Infecções articulares tais como artrites e abscessos causadas por Streptococcus spp.,
Staphylococcus spp. e Corynebacterium spp.;
- Infecções dermatológicas causadas por Staphylococcus aureus e Streptococcus spp.

INFORMAÇOES TECNICAS:
A doxiciclina, pertencente à clase das tetraciclinas, é um antibiótico bacteriostático de amplo espectro contra microorganismos Gram-positivos e Gram-Negativos.
Sua atividade ocorre quando se liga ao ribossoma 30S da bactéria, bloqueando o acesso do aminoacil-tRNA ao local aceptor no complexo mRNA-ribossoma, inibindo assim a síntese de proteína bacteriana.
Quando administrada por via oral, sua absorção ocorre em aproximadamente duas horas. Por se ligar a um número variado de proteínas plasmáticas, sua distribuição é ampla nos tecidos e fluidos corporais.
A eliminação da doxiciclina se dá na sua forma ativa através da urina e fezes.

VIA E FORMA DE ADMINISTRAÇAO:
Administrar via oral, diretamente na boca do animal ou misturado ao alimento, segundo a posologia indicada.

POSOLOGIA:
A dose recomendada para cães e gatos, para o tratamento da grande maioria das infecções, deve ser entre 5 a 10mg de doxiciclina por kg de peso corporal, sendo de ¼ a ½ comprimido para cada 4kg de peso corporal.
A dose de manutenção deve ser de 2,5 a 5mg de doxiciclina por kg, sendo de ¼ a ½ compromido para cada 8kg de peso corporal.
Administrar as doses recomendadas a cada 12horas.
O tratamento dura em média de 7 a 14 dias, devendo ser mantido por, no mínimo, 48horas após o desaparecimento dos sintomas.
No tratamento da erliquiose canina, para casos agudos utilizar 5mg de doxiciclina por kg de peso corporal, sendo ¼ de comprimido para cada 4kg de peso, diariamente, durante 7 a 10 dias. Nos casos crônicos utilizar 10mg de doxiciclina por kg de peso corporal, sendo ¼ de comprimido para cada 2kg de peso, diariamente, durante 7 a 21 dias.
No tratamento da brucelose canina utilizar de 20 a 25mg de doxiciclina por kg de peso corporal, diariamente, por 14 dias.
As possíveis alterações da posologia recomendada, devem ser determinadas pelo Médico Veterinário.
QUANDO NECESSARIO PARTIR O COMPRIMIDO, UTILIZÁ-LO EM 72HORAS.

EFEITOS COLATERAIS:
Podem ocorrer, raramente, manifestações gastrintestinais como náusea, vômito, perda de apetite e diarréia. Estes sintomas são minimizados através da administração junto com alimentos.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS:
O uso com antiácidos, leite e seus derivados contendo cátions bi ou equivalentes, pode diminuir a absorção do fármaco. Recomenda-se um intervalo de 2 horas entre a administração destes. A anestesia com metoxiflurano pode produzir manifestações nefrotóxicas. Indutores de enzimas microssomais, como fenobarbital e fenitoína, diminuem a meia-vida plasmática. Não associar com antibióticos penicilínicos, cefalosporinas e aminoglicosídeos. Não utilizar concomitantemente com drogas que sobrecarregam o sistema hepático.

PRECAUÇOES GERAIS:
A doxiciclina, quando utilizada após vencido o prazo de validade, embora em pequeno grau, pode causar efeitos tóxicos em células hepáticas e renais. Portanto, este medicamento não deve ser utilizado fora do prazo de validade. Podem ocorrer, raramente, fenômenos de fotossensibilidade, quando o animal é exposto à luz solar; o tratamento deve ser interrompido na presença de eritemas indicando este tipo de reação. Quanto se utiliza antibióticos de amplo espectro, existe a possibilidade de desenvolvimento de infecção por fungos, leveduras e bactérias resistentes. A dminuiçao da flora intestinal, reduz a síntese a disponibilidade das vitaminas B e K. Nas terapias prolongadas, recomenda-se suplementação vitamínica.

APRESENTAÇAO:
Blister contendo 20 comprimidos, acondicionado em cartulho, acompanhado de bula.

EMBALAGEM:
24 unidades
Powered by Doctus Tecnologia. Todos os direitos reservados.